domingo, 19 de setembro de 2010

As lesmas da região de Sicó!

Foi sem dúvida uma boa surpresa, algo que eu aprecio imenso há muitos anos, começou a ser comercializado de uma forma mais abrangente na região de Sicó!
Conhecidas por lesmas (não essas que vocês devem estar a pensar...), estes biscoitos são muito bons para passar uns largos minutos a comer sem pressas, por exemplo ao lanche com amigos, ou à noite com chá. Não são enjoativas, são saudáveis, saborosas e sem dúvida que são uma boa opção não só para as pessoas da região de Sicó, bem como para quem nos visita. Há que divulgar o produto (biscoito) denominado por "lesma"!
Sempre conheci as lesmas pelos lados de Ansião, nunca ouvi falar das mesmas noutro lugar e nem sequer as vi noutro lugar. São originárias de Ansião, tornando-se assim um produto da região de Sicó que agora ganha um novo destaque.
Até agora eram apenas comercializadas numa escala local, mas finalmente surgiu a ideia de comercializar as lesmas a nível regional (e porque não nacional?!). Compram-se em alguns estabelecimentos comerciais em Ansião, destacando eu especialmente aquele que mais visibilidade dá actualmente às saborosas lesmas:

Queria referir que este destaque deve-se apenas e só ao mérito desta iniciativa, bem como à criatividade na divulgação de algo bem regional (Sicó). Da mesma forma que "publicito" maus exemplos sobre questões patrimoniais, destaco os bons exemplos, há que ser coerente e dar visibilidade a ambos, pois nem tudo é mau na região de Sicó. Eu critico intensivamente, de forma construtiva, porque o valor da região é enorme nos mais variados domínios, acreditem!
Quero referir que o azinheiragate nunca aceitará "prendas" para publicitar, no bom ou no mau sentido, situações várias sobre a região de Sicó. Desta forma seja elogio, crítica ou denúncia, esta partirá apenas e só do azinheiragare, sem interferência alguma!
Voltando à questão, não gostaria de deixar passar em branco outro local onde as lesmas, há-as às resmas:
Só para terminar, obviamente queria fazer um breve reparo agora que as "lesmas" começam a ter uma nova visibilidade em termos comerciais e obviamente gastronómicos.
Penso que o facto da embalagem destacada na foto ser demasiado comercial (integralmente de plástico), não será o mais positivo. Deveria ter-se equacionado uma embalagem mais amiga do ambiente e mais enquadrada na lógica do produto regional. Quiçá mais papel e menos plástico?! Há que salvaguardar a qualidade, pelo que compreendo em parte o plástico, mas mesmo assim penso que é de equacionar no curto prazo uma embalagem "lesmática", a qual além de salvaguardar o produto seja mais uma forma de marketing territorial. Convém evitar uma embalagem que é utilizada num produto vulgar... A "lesma" não é um produto vulgar, portanto há que arranjar uma embalagem particular, caso da já referida "lesmática".
Penso também que deverão ser tomadas algumas medidas no sentido de salvaguardar estas lesmas de "copianços", permitindo assim a defesa do produto com qualidade.
Á parte disto... venham mais lesmas!
Fica o desafio aos estabelecimentos comerciais da região de Sicó que literalmente produzem "património", para que não só o continuem a fazer, bem como façam chegar os produtos regionais, como é o caso das lesmas, a um mercado mais abrangente. Façam-no de forma criativa e sábia, não é necessário gastar muito para que as coisas se façam, basta criatividade e preserverança. Com isso ganham mais e divulgam melhor a região de Sicó!
Há muitos produtos da região de Sicó com qualidade, por isso seja de Ansião, Pombal, Penela, Soure, Alvaiázere ou Condeixa (na parte referente ao carso) ponderem novas formas de fazer mais e melhor.

Sem comentários: