quarta-feira, 20 de maio de 2009

Pombal lidera na iluminação pública amiga do ambiente e do... contribuinte!



Para os mais atentos não é uma notícia nova, já que tem saído um pouco por todos os jornais regionais mesmo alguns nacionais, e inclusivé televisão, mas para o grosso da população é algo de novo o que agora falo.

Confesso que desde que soube da notícia, já à várias semanas, fiquei surpreendido, não só pelo significado da mesma mas essencialmente pela surpresa que vem dos lados de Pombal, especialmente tendo em conta que Pombal desilude muito em questões ambientais essenciais. Mas como o objectivo deste blog não é só a crítica, interessa salientar pela positiva este projecto e as suas implicações ambientais e económicas, algo que muitos se esquecem. Por vezes a demagogia política diz que é muito difícil conjugar ambiente e economia, mas fica aqui um dos muitos casos em que isso é possível (é possível em tudo, mas por vezes...).

Foi inaugurada nos últimos dias em Pombal, a primeira rua com iluminação pública realmente eficiente, os Leds. É uma iluminação bem mais amiga do ambiente e dos contribuintes. É muito menos nociva para o ambiente e tem poupanças enormes do ponto de vista dos gastos, gastando assim a autarquia muito menos dinheiro e com isso o contribuinte agradece.

Esta iniciativa peca apenas por tardia, pois nós (os ambientalistas) temos vindo a avisar dos benefícios destas e outras formas de poupança e eficiência energética à muitos anos. Mesmo assim os meus parabéns à Câmara Municipal de Pombal e às empresas envolvidas, mostram neste domínio que é possível fazer projectos inovadores e com recurso ao nosso Knowhow.

No início do ano, quando ainda não sabia da existência deste projecto, reuni-me com um autarca aqui da região, onde abordei esta questão, pois a iluminação pública é um dos focos de maior desperdício de energia, não só pela fraca eficiência e elevado desperdício da iluminação actual, bem como tempo tempo que a própria iluminação está ligada, seja nos núcleos urbanos ou fora deles.

A foto que vos mostro foi tirada num troço de estrada aqui na região de Sicó, entre milhares deles, a horas pouco aconselháveis, imaginem a quantidade de luzes que estão ligadas toda a noite e a gastar mais energia do que deviam. Na altura da reunião sugeri ao autarca que pensasse numa ideia algo semelhante à que surgiu agora em Pombal, mas com algumas diferenças. Lâmpadas economizadoras e a maior parte ligada apenas quando necessário, não é necessário em locais como o da foto que estejam ligadas toda a noite onde ninguém passa. Por exemplo, no local da foto passam pouco mais do que 5 ou 6 carros desde a meia noite até às 5 da manhã (dependendo da altura do ano, obviamente). Imaginem o que se consegue poupar se forem utilizadas lampadas como os leds e apenas quando necessário, podendo utilizar-se sensores (já acontece por exemplo na Alemanha).

Com tudo isto ganha o ambiente e os contribuintes, algo de muito importante!

De salientar que este é um investimento que se paga por si próprio, além disso podia aproveitar-se o knowhow de muitas empresas e escolas tecnológicas que trabalham neste domínio, uma das muitas formas de aproveitar este tempo de crise para criar uns milhares de postos de trabalho.

Sem comentários: