terça-feira, 12 de maio de 2009

Fotografar o património precisa-se!


Por esta altura confesso que já estava algo preocupado com o facto de ainda não saber se haveria ou não novamente o concurso de fotografia "um olhar sobre Sicó", realizado pela primeira vez em 2008, mas eis que à poucos dias veio a boa nova, vai mesmo haver o concurso em 2009.

Considero este concurso como muito importante para a região, não só para mostrar a todos que aqui também há coisas bem bonitas, seja património natural ou construído, bem como uma cultura fantástica, mas.... a desaparecer, mas também para ajudar à preservação de algum património, por isso urge fotografar enquanto é tempo!
A divulgação ainda é incipiente, mas quero, através do azinheiragate, dar um pequeno contributo para esta mesma divulgação, isto porque este blog é visto desde o cidadão que passa despercebido a todos nós na rua, até a orgãos de comunicação social regionais e mesmo alguns nacionais.
Enquanto cidadão, geógrafo e apaixonado pelas riquezas da região, gosto bastante de fotografia. Não sou profissional nem me considero um amador, gosto "apenas" de fotografar o que de belo este planeta tem e as culturas nele existentes. Esta paixão já me reservou uma pequena surpresa, no ano passado concorri a um concurso de fotografia a nível internacional e fiquei no top 60 (em 1300), algo de inimaginável para alguém que não se dedica à fotografia, mas apenas fotografa o que encontra e que guarda na memória. Por isto mesmo fica o desafio, peguem na máquina fotográfica e saiam num fim-de-semana à descoberta do património, nunca se sabe o que podem fotografar, por vezes há surpresas realmente fantásticas.
Só como pequena nota, a fotografia que vos mostro no início, ganhou uma menção honrosa no concurso de fotografia "um olhar sobre sicó 2008".
Voltando à questão essencial, o gosto pela fotografia não é algo que surja de um momento para o outro, depende de pessoa para pessoa. No meu caso abri os olhos para a fotografia em 2006, quando finalmente tive dinheiro para comprar uma máquina minimanente aceitável, não é nenhuma máquina profissional, mas dá para tirar umas belas fotos e com um bocado de sorte surgem de vez em quando umas "obras de arte". No meu arquivo já tenho uns milhares de fotos, não só daqui mas também das minhas viagens (Noruega, Suiça, Eslovénia, Cabo Verde, Espanha, Grécia, Croácia), e espero ter muitas mais no futuro. Cada vez que pego na máquina há coisas novas a descobrir, não pensem que já viram tudo o que há para ver na região, muito pelo contrário...
Só para finalizar, quando a minha máquina fotográfica der o último suspiro irei guardá-la num armário bem guardada, afinal foi com esta máquina que fiz as minhas primeiras viagens e fiz os vídeos para o youtube que desmascararam o amigo Tito Morgado, o qual fica sempre preocupado sempre que me vê pelos lados de Alvaiázere com a máquina em riste. Por mais que ele não goste, as imagens que eu fiz sobre o abate das azinheiras valem mais do que mil palavras dele a negar o evidente!!!
Vejam só as palavras que este autarca faz sobre aqueles (vós) que utilizam a máquina fotográfica para mostrar o património:
«Vêm cá e pensam que isto é a aldeia dos macacos, com a sua máquina fotográfica às costas, fotografar os poucos, os resistentes que cá trabalham e fazem a sua vida. Julgam que isto é a aldeia dos macacos e é muito bonito, olha aquele senhor o que faz, aquele como trabalha e o outro como anda…» Jornal o Eco, ed. 2774, 24 de Abril de 2008
É apenas um dos muitos infelizes comentários de Tito Morgado, algo que o mesmo já tristemente nos habituou. Será que ele ainda não se apercebeu que a época dos macacos já foi há milhares de anos? Nessa altura ainda não havia máquinas fotográficas, só mesmo se ele estiver a pensar num jardim Zoológico e naqueles que fotografam os tratadores dos animais. Infelizmente são poucos os que têm posses para ir a Lisboa ao jardim zoológico, ou mesmo ao Badoca parque....
Agora a sério, peguem na vossa máquina e partam num destes dias à aventura do património, nunca esquecendo que não devem estragar nada, apenas devem ficar com o registo fotográfico!!! Vão ver que não se arrependem e que o tempo é bem passado!

Sem comentários: